Reis Ovar | Troupe dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018 Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018
terça, 09 janeiro 2018 11:45

Reis Ovar | Troupe dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018

Classifique este item
(1 Vote)

Ondas da Serra esteve no dia de Reis, 6 de janeiro, no café Ideal, com muitas décadas e tradições em Ovar para escutar as troupes convidadas. A quinta troupe a cantar foi a dos Bombeiros Voluntários de Ovar.

Noite de Reis em Ovar | Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018

Letras e músicas da Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar

Solistas:

Nádia Correia, Patrícia Correia, Carina Fortuna e Tiago Magalhães;

Letra:

Luís Pedro Silva;

Música:

Luís Pedro Silva e Luís Sá.

Ver todos os vídeos das troupes de reis.

Vídeo da Troupe de Reis dos Bombeiros Voluntários de Ovar - 2018

Lida 942 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Rota dos Moinhos em Paraduça aldeia da broa de milho

O percurso pedestre, PR6 – Rota dos Moinhos, fica localizado em Paraduça – Vale de Cambra. O seu trajeto é caracterizado pela passagem por esta aldeia, marcadamente rural, por cinco moinhos de rodízio recuperados. A maior parte deles ainda trabalha moendo o milho para a laboração da sua conhecida broa, dinamizado pela Associação de Desenvolvimento Turístico e Promoção Cultural de Paraduça. Esta terra é rodeada de altas montanhas, rios e ribeiras naturais que lhe conferem grande beleza.

Os mais bonitos e interessantes museus da região Aveiro

Ondas da Serra apresenta neste artigo uma seleção de museus que pode visitar, onde poderá apreender sobre história, património, história da cortiça, chapelaria, música, rádio, espécies de peixes, azulejos, casas antigas, ferramentas agrícolas ou como se fabricava o papel.