Pág. 1 de 93

Concelhos (554)

Concelhos

O projeto “Ondas da Serra” pretende através de conteúdos originais promover a identidade regional e turismo dos concelhos de Espinho, Ovar, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e duma forma mais geral os restantes municípios do distrito de Aveiro, Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Castelo de Paiva, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira do Bairro, Sever do Vouga e Vagos.

No nosso projeto colocaremos sempre as pessoas em lugar de destaque e sempre que seja possível nas nossas andanças pelas ondas do mar e da serra falaremos com os pescadores, agricultores, pastores e simples trabalhadores como a nossa equipa. Nesta nossa “nobre” missão respeitaremos sempre o espaço destas gentes e dos seus locais.

Não somos mais um “site”, somos um órgão de comunicação social que vai às raízes profundas das terras longínquas do nosso distrito e da génese do nosso povo para resgatar as suas historias antes que se percam nas brumas do tempo.

O ‘Ondas da Serra’ visitou a imobiliária Maia & Andrade em Ovar para se inteirar um pouco deste mercado tão em voga e aquilo que tem para nos revelar, nomeadamente nesta área geográfica onde está inserida.

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Ondas da Serra viajou até Cabomonte – São Miguel de Souto, onde subsiste há mais de um século uma antiga taberna, mercearia ou como o povo gosta de chamar “Loja de comes e bebes”, mais conhecida por “Loja da Marçalina”, uma das mais velhas das terras de Santa Maria e onde ainda se podem sentir os refinados odores dos petiscos dos nossos avós.

Nas nossas voltas pelo distrito de Aveiro, fomos até Guisande em Santa Maria da Feira, onde descobrimos a sua bonita Igreja Paroquial em honra de São Mamede e Capela de Nossa Senhora da Boa Fortuna.

‘E onde estamos nós?’

Pois bem, voltamos ao Vale Mágico (Paraduça e suas gentes) e… saindo do vale rumamos à montanha. Sempre rodeados de um verde arrebatador fomos até à fronteira com Arouca e encontramos o que a vista não alcança para entrar pela Quinta do Pinho adentro.

Caldas de São Jorge é uma freguesia de Santa Maria da Feira, bastante conhecida pelas suas águas termais, mas que tem outras riquezas à espera de serem descobertas.

Pág. 1 de 93