Praia Fluvial de Burgães – Uma joia de águas cristalinas Praia Fluvial de Burgães com as comportas fechadas e água no limite máximo
quinta, 27 julho 2017 08:59

Praia Fluvial de Burgães – Uma joia de águas cristalinas

Classifique este item
(0 votos)

Em Vale de Cambra, muito perto do centro fica situada a praia fluvial de Burgães, ontem “Ondas da Serra” foi visitar este local. Chegamos bastante cedo e ficamos um pouco admirados por a mesma ter pouca água, mas uma senhora que apanhava os primeiros raios de sol da manhã depressa nos descansou dizendo que durante a noite funcionários camarários abrem as comportas do açude ali existente e que as voltam a fechar pela manhã. Efetivamente podemos comprovar que a água subia rapidamente na praia à nossa frente.

Esta praia tem magníficos acessos rodoviários, se bem que a estrada que liga Vale de Cambra a Burgães, antes de chegar à ponte sobre o rio Caima não possui nenhuma indicação para a mesma. O local possui um extenso relvado, areia limpa, frondosas árvores e bancos que permitem às pessoas caminhar ou descansar à beira rio abrigadas do calor.

O fundo do rio não tem pedras em demasia e permite nadar com facilidade, mas atenção à sua profundidade que varia e há zonas que quem não souber nadar perde o pé. Para os mais aventureiros uma árvore na margem oposta com uma corda amarrada, permite dar saltos para a água de forma acrobática ou mais atabalhoada.

Quem quiser praticar desportos pode fazê-lo num campo de futebol e voleibol ali situados. Para os mais pequenos foi construído um parque infantil. O local tem também um estabelecimento que confeciona refeições ligeiras. No final do dia pode pode tomar uma chuveirada no exterior como nas praias mais afamadas.

Esta praia é vigiada através dum nadador salvador e as suas águas são regularmente analisadas. Nesse dia estava de serviço José Martins, que acedeu a falar com o Ondas e que será tema doutro artigo onde vamos conhecer melhor este jovem.

Outro motivo de interesse é estar situada numa área rural que permite ver em redor campos cultivados de milho. Ao longe avista-se a Igreja Paroquial de São Pedro de Castelões da freguesia com o mesmo nome. A nossa equipa não perdeu a oportunidade de andar a passear no meio dos campos e cheirar as espigas, o problema foi as sementes que fizemos esvoaçar no ar e que provocaram comichão no corpo, nada que uns mergulhos no rio não resolvesse.

Venha banhar-se nestas límpidas águas que nascem no planalto da Serra da Freita e dão corpo ao Rio Caima que vai desaguar no Vouga. Esta praia faz parte da Rota da Água e da Pedra que se inserem no circuito das montanhas mágicas deste concelho.

Perto da praia fica situado o fontanário de Santa Cruz que aproveita um pequeno afluente do Caima, testemunho de tempos antigos onde as redes de água eram importantes para matar a sede às populações e darem vida aos campos agrícolas. Mais a montante, fica situado o açude do Moreira, que abastece parte da rede de rega de Burgães, que percorre mais de 20 Km para regar os campos em redor de Vale de Cambra.

Aqui o vale da cidade sede de concelho protege o local dos ventos, o calor reina e a temperatura da água é amena. O silencio e a tranquilidade iram tornar o seu dia inesquecível e a calma das águas e a pouca profundidade junto às margens vão tirar todas as energias dos seus filhos numa tarde que irá ser por certo inesquecível.

 

Leia também o artigo com a conversa que tivemos com o nadador-salvador de serviço, José Martins: Ler artigo.

Lida 1241 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Pedalando por Válega e Avanca

Um destes dias fomos pedalar por Válega e Avanca. Iniciamos o percurso pela Rua Ponte de Pedra, perto da linha do norte da CP e do viaduto da Avenida D. Maria II em Ovar. Pedalamos alguns quilómetros em direção a sul, pela Rua do Afreixo, por um caminho de terra batida, sempre com a linha pelo nosso lado direito. A dada altura perto do apeadeiro de Válega tivemos que passar para o outro lado da linha e continuamos a pedalar em direção a sul, mas agora com a linha pelo nosso lado esquerdo.

Rio Inha em Canedo

A margem esquerda do Rio Inha em Canedo foi requalificada, dotando agora aquela parte do rio com uma bonita frente ribeirinha com cerca de três quilómetros. Quem circular pela Estrada Nacional 222 entre Canedo e Castelo de Paiva, antes da Ponte do Inha, vira à direita e desce para a Rua da Ribeirinha, onde começa o percurso, que termina no Rio Douro.