Rancho Folclórico "Os Camponeses da Beira-Ria" – Bunheiro Rancho "Os Camponeses da Beira-Ria" - Bunheiro - Murtosa Ondas da Serra

Rancho Folclórico "Os Camponeses da Beira-Ria" – Bunheiro Destaque

Classifique este item
(2 votos)

O rancho folclórico “Os Camponeses da Beira-Ria”, do Bunheiro Murtosa, comemorou no passado domingo o seu trigésimo nono aniversário. A festa era para ser realizada na Casa-Museu Custódio Prato, mas a chuva levou os responsáveis a mudar o local para a sede da Junta de Freguesia.

Rancho "Os Camponeses da Beira-Ria" - Bunheiro

A mudança não afetou a efeméride e mais de duzentas pessoas, entre convidados e amigos da coletividade puderam almoçar e assistir ao espetáculo da tarde.

O rancho aniversariante convidou para a sua festa o rancho da Associação Cultural e Recreativa da Srª da Aparecida – Lousada e Grupo Folclórico e Etnográfico de Recardães – Águeda. Pela manhã as pessoas que fazem parte destas coletividades visitaram a Casa-Museu Custódio Prato.

Antes do almoço, o secretário da coletividade - Daniel Bastos, fez as apresentações formais. Além de si próprio, a mesa de honra foi constituída pelo responsável da paróquia - P. Filipe Coelho, pelas representantes da Federação do Folclore Português - Cristina Reis, do Município da Murtosa - vereadora Fátima Arêde e da Junta de Freguesia - Júlia Pereira e, ainda, pela presidente do rancho anfitrião - Ana Filipa.

Os grupos convidados e os representantes políticos, culturais e religiosos receberam uma lembrança duma replica de uma antiga serra de carpinteiro.

Uma festa como esta não se faz sem o trabalho voluntário de muitas pessoas da comunidade. Nós, no Ondas da Serra, estivemos atentos ao trabalho extenuante que as cozinheiras tiveram para fazer o almoço e as pessoas que colocaram as mesas e serviram a refeição.

Vídeo da festa do aniverário dos 39 anos do Rancho "Os Camponeses da Beira-Ria" - Bunheiro


Galeria de fotos do aniverário dos 39 anos do Rancho "Os Camponeses da Beira-Ria" - Bunheiro

Lida 1269 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Pessoas e projetos empreendedores de Aveiro e Portugal

Há pessoas que nasceram com uma ambição, força e coragem que lhes permitem criar e desenvolver ideias que se traduzem muitas vezes em negócios de sucesso. Esta caraterística de empreendedorismo não é exclusiva de nenhum género, raça ou instrução, é uma maneira de ser. Ondas da Serra selecionou alguns exemplos de negócios que podem ser apontados como exemplo e dar força a quem pensa criar um negócio, ou já começou e enfrenta problemas e desafios que só podem ser vencidos com perseverança e resiliência. “O sucesso não é definitivo, a falha não é fatal. O que importa é a coragem de continuar.” Winston Churchill. As pessoas destes projetos associaram-se ao Ondas da Serra para juntos demonstrarmos que é possível ter uma atitude positiva na vida, não se darem à maledicência e contribuirem para a saúde da sociedade.   

Vida de inseto | Rota dos três rios

Muitas vezes na vida andamos e não caminhamos, vemos e não observamos e ouvimos sem escutar. Gostamos das caminhadas na natureza porque elas nos oferecem a possibilidade se estivermos atentos de observar as pequenas vidas dos insetos, conhecer novas plantas ou ver pegadas de animais.

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.