Entrega do prémio de demografia Mário Leston Bandeira

Classifique este item
(0 votos)

O Prémio Nacional de Demografia Mário Leston Bandeira foi entregue, ontem, na Pampilhosa, terra natal do falecido ex-professor do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE), a Filipe Ribeiro, um jovem demógrafo. Foi mais um ponto alto nas celebrações dos 900 anos da Pampilhosa, que se prolongam até dia 2 de julho.

Foi perante uma plateia de amigos e familiares de Mário Leston Bandeira que Filipe Ribeiro recebeu, das mãos do presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, e da presidente da Associação Portuguesa de Demografia, Maria Filomena Mendes, a primeira edição do Prémio Nacional de Demografia que recebeu o nome de um dos mais importantes demógrafos do país.

Maria Filomena Mendes recordou o “homem invulgar” que foi Mário Leston Bandeira, a forma como se ligava aos seus alunos, a proximidade e ajuda, a inspiração para centenas de jovens ligados à investigação na área da demografia. “Via na demografia as pessoas que estão por detrás dos números, via as pessoas por detrás dos movimentos de migração, dos óbitos e dos nascimentos”, referiu Maria Filomena Mendes.

Já antes Vítor Matos, presidente da Junta de Freguesia de Pampilhosa, havia sublinhado o valor de Mário Leston Bandeira estabelecendo um paralelo com outros nomes, personalidades e profissionais da freguesia que se vão destacando nas mais diversas áreas.

Também Rui Marqueiro enalteceu o trabalho do professor catedrático e felicitou o vencedor do prémio, entregando o cheque de 1000 euros da Câmara Municipal da Mealhada. “Espero que seja um incentivo para que este jovem demógrafo estude formas de contrariar o problema da diminuição de população com que Portugal se irá confrontar num futuro já não tão longínquo”, referiu o autarca.

Filipe Ribeiro agradeceu o prémio e recordou os ensinamentos do professor Mário Leston Bandeira, o primeiro investigador a alertar, através dos seus estudos, para o problema do envelhecimento da população portuguesa.

Mário Leston Bandeira nasceu na Pampilhosa em 1942, formou-se na Universidade de Coimbra em filosofia. Estudou Demografia em Paris e foi docente do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE), dedicando-se à investigação e ao ensino, tendo publicado obras de referência e sendo responsável por um mestrado em Demografia e Sociologia da População.

 

 

Programa Comemorações 900 anos de Pampilhosa

1 Julho l Jardim Municipal da Pampilhosa

10H00> 19H00 l Mercado de verão

11H00 l Demonstração Ginástica Sénior

11H00> 12H00 l Demonstração Pesca Desportiva de Água Doce

16H00 l Grupo de Charanga da Filarmónica Pampilhosense

17H30 l Capoeira – Grupo Muzenza

21H30 l Festa do Folclore do GEDEPA l Covas da Baganha

 

2 de julho l Jardim Municipal de Pampilhosa

 

9H00> 11H00 - Caminhada pedestre “Descobrindo os marcos históricos da Freguesia”

10H00> 19H00 - Mercado de Verão

12H00> 19H00 - Festival das Sopas pela Associação dos Pescadores da Pampilhosa

18H00 - Atuação do Grupo Regional de Pampilhosa

19H00 - Encerramento da exposição no Restaurante Pedagógico da EPVL no Jardim Municipal de Pampilhosa

Covas da Baganha

21H30 - Concerto comemorativo dos 900 anos pela Banda Filarmónica Pampilhosense

22H30 - Gala do Traje Tradicional - GEDEPA “ Vestir a Tradição”

Lida 263 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Percursos pedestres em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

UA | Folhas de oliveira: descoberto método de extração sustentável do ácido oleanólico

Investigação do CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro e do Departamento de Química da UA

Chama-se ácido oleanólico, está presente em muitas frutas e vegetais e tem propriedades antioxidantes, anticancerígenas, anti-inflamatórias e antialérgicas. Na Universidade de Aveiro (UA) uma equipa de químicos desenvolveu um método mais sustentável capaz de extrair este ácido das folhas de oliveira. A pensar nas indústrias farmacêutica e do azeite, o método de extração desenvolvido promete dar um valor acrescentado aos milhares de toneladas de folhas que o país produz todos os anos.

Eventos Ondas da Serra

Ondas da Serra pontualmente efetua alguns eventos onde pretendemos envolver a nossa comunidade. Nós achamos ser nosso dever partilhar os nossos conhecimentos, sobre yoga, meditação, amor que temos pela humanidade, património natural e arquitetónico, animais e tradições. Defendemos um mundo melhor, onde as pessoas vivam em harmonia consigo próprias e com o universo, sem semearem a discórdia. Já fomos andar de bicicleta, de bateira na Ria de Aveiro, de barco no Rio Douro, subimos serras, mergulhamos em lagoas, fizemos yoga e meditação e partilhamos almoços em locais fantásticos. Aqui ficam alguns dos nossos momentos, não perca a oportunidade de viajar connosco.

Faça Login para postar comentários
Pub