Dia do Município com condecorações e homenagens

Classifique este item
(0 votos)

O Dia do Município que decorreu ontem na Mealhada foi assinalado pelo município com a homenagem e condecoração “aos melhores da terra” na área da Saúde: cientistas e instituições “que muito têm feito pelo município e pelo país”, disse o presidente da Câmara, Rui Marqueiro.

Dia do Município da Mealhada 2017A Medalha de Mérito do Município foi atribuída a duas instituições locais de saúde, o Centro de Saúde da Mealhada e o Hospital da Misericórdia da Mealhada, e a quatro investigadores naturais do Município: Sandro Alves, investigador na área das neurociências, fundador da Crioestaminal, Ana Rute Neves, investigadora na área de ciências químicas, e Odete Isabel, antiga autarca da Mealhada e ex-diretora dos Serviços Farmacêuticos dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

“É dia de festa porque condecoramos alguns dos nossos melhores, que, na sua vida profissional, muito têm feito e que devem continuar a fazer pelos Município e pelo país”, sublinhou Rui Marqueiro.

Este ano, toda a cerimónia alusiva ao Dia do Município centrou-se na área da Saúde. Além das condecorações, foram assinados dois protocolos, com a Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, na presença do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

O protocolo entre o Ministério da Saúde e a Santa Casa da Misericórdia insere-se âmbito da Consulta a Tempo e Horas, que permitirá ao Hospital da Misericórdia receber pacientes do Serviço Nacional de Saúde nas diversas especialidades. “Este protocolo é de elevada importância para as áreas da cirurgia, medicina interna, todas as restantes especialidades. O que pedimos ao Hospital da Misericórdia é que sejam rápidos, que diminuam os tempos de espera, que não façam esperar os seus doentes”, referiu Manuel Delgado.

O governante saudou ainda o protocolo tripartido entre a Autarquia, as juntas de freguesia e o Hospital da Misericórdia da Mealhada (HMM). “Esta iniciativa demonstra o empenho e a generosidade do Município em ajudar a população mais carenciada. O Ministério da Saúde e o Governo estão apostados na colaboração permanente com os municípios na melhoria de soluções para as suas populações. E devo sublinhar a capacidade de persistência do dr. Rui Marqueiro na defesa dos interesses da sua população, uma capacidade que não é muito comum”, salientou ainda o Secretário de Estado.

O protocolo entre a Autarquia, as juntas de freguesia e o Hospital da Misericórdia prevê a atuação a dois níveis: no âmbito do projeto “Coração é a Razão”, que visa reduzir o risco de desenvolvimento de doenças cardio e cerebrovasculares, e de um projeto de medicina preventiva de rastreios em saúde, estando este vocacionado para rastreios audiovisuais e auditivos, nomeadamente das crianças do concelho.

O protocolo pressupõe a deslocação da Unidade Móvel de Saúde do HMM às freguesias, unidade que está equipada para prestar cuidados de saúde primários, na área clínica, de enfermagem e de fisioterapia, no apoio domiciliário, saúde escolar, acompanhamento e vigilância da saúde dos idosos e famílias com maior precariedade económica e social e campanhas de vacinação e de promoção da saúde.

A autarquia assegura a maior parte do financiamento do projeto, cerca de 42 mil euros anuais, cabendo às freguesias um total de 8 mil euros.

Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, sublinhou “a utilidade destes rastreios, nomeadamente nas crianças na prevenção até de dificuldades de aprendizagem”, defendendo que “este é um bom exemplo de como os dinheiros públicos devem ser usados na defesa do interesse público”.

Fotos: CM Mealhada

Lida 125 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Ana Pires: a exploradora de todas as fronteiras

Ana Pires: “Não consigo passar muito tempo sem respirar o ar do mar! Este mar de Espinho que me dá forças!”

A primeira mulher cientista-astronauta portuguesa é natural de Espinho e vive em Lourosa, Santa Maria da Feira. Ana Pires nasceu a 13 de janeiro de 1980 e cresceu na vila portuguesa de São Paio de Oleiros. Aos 38 anos participou no projecto PoSSUM - Ciência Suborbital Polar na Alta Mesosfera, apoiado pela NASA e que decorreu na Flórida (EUA).

Paraduça e suas gentes

O Ondas viajou até Paraduça – Vale de Cambra, onde conhecemos alguma das suas gentes e moinhos de rodízio. Nesta aventura tivemos como guia o PR6 – Rota dos Moinhos, que está muito bem assinalado e aconselhamos vivamente. O tempo não esteve famoso, a chuva miudinha não parou de cair, o ambiente estava enevoado e esperamos em vão que o céu mostrasse o seu sorriso.

Percursos pedestres em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

Pub