A relação visceral com Ovar tem consciência da sua existência sempre que Manuel Faneco fala sobre o amor que tem pela cidade. É conhecido por Nené e há mais de 10 anos que defende a conservação da zona verde que envolve a foz do rio Cáster. Defende e luta por ela ao mesmo tempo que se esforça por tornar a comunidade consciente da urgência de agir.

A nossa equipa foi conhecer a aldeia de Maceira de Alcôba, pertencente ao concelho de Águeda. Ficamos maravilhados com a sua riqueza a nível natural, arquitetónico, tradicional e religioso. São poucos os adjetivos que poderíamos empregar para descrever o que se pode fazer e visitar. Apesar destas dificuldades selecionamos algumas das suas potencialidades que encontramos quando fomos caminhar pela PR4 – Trilho das Terras de Granito.

O Município da Mealhada deu, hoje, início à Rota Pela Floresta, uma iniciativa proposta aos municípios ECOXXI que visa sensibilizar as crianças para a importância das florestas. Até dia 23, o testemunho da iniciativa vai percorrer todas as Eco-Escolas do concelho.

O Comando Territorial da Guarda Nacional Republica de Aveiro, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Santa Maria da Feira, no dia 21 de janeiro, deteve, em flagrante delito, um homem de 47 anos, no concelho de Santa Maria da Feira, por venda ilegal de aves.

Os nossos leitores mais assíduos devem lembrar-se do artigo que fizemos sobre a Rota do Ouro Negro, que começa em Fuste e termina em Rio de Frades. Pois bem regressamos a este último local para explorarmos desta vez a Rota do Carteiro.

Investigação do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro

Os esquilos estão definitivamente de volta ao território nacional. Depois de extintos durante centenas de anos até aos anos 80, altura em que, lentamente, foram atravessando a fronteira no Minho, nas últimas duas décadas a espécie expandiu-se até ao rio Tejo e está fora de perigo. As conclusões são do estudo realizado em Portugal sobre a distribuição do esquilo-vermelho, um trabalho do Departamento de Biologia (DBio) da Universidade de Aveiro (UA) que contou com uma preciosa ajuda: as centenas e centenas de cidadãos anónimos que nos últimos anos avisaram os investigadores sempre que viam o simpático animal.

Pub