Exercício aproxima alunos dos agentes de proteção civil

Classifique este item
(0 votos)

“Houve um tremor de terra, os meus colegas foram-se embora com a professora e eu fiquei para trás e caí”. Com este relato do Pedro, 8 anos, percebemos que o simulacro de tremor de terra foi vivido com grande seriedade e responsabilidade pelos 251 alunos do Centro Escolar de Salreu. O Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) esteve na escola na passada sexta-feira com o objetivo de sensibilizar para os comportamentos a adotar em caso de sismo.

No âmbito do exercício nacional A TERRA TREME que marcou o Dia Internacional para a Redução de Catástrofes, na passada sexta-feira, 13 de outubro, pelas 10h13, o SMPC decidiu promover um simulacro, antecedido de uma semana de preparação junto dos 251 alunos do Centro Escolar de Salreu, desde o pré-escolar ao 4º ano. E no final o resultado não podia ser melhor. Souberam como agir num momento de “grande aprendizagem”, sublinha orgulhosa a coordenadora da escola, Graça Ribeiro. “Os próprios alunos quiseram participar como se de facto se tratasse de uma situação verdadeira”, acrescenta.

Diamantino Sabina, na qualidade de presidente do SMPC, assistiu ao exercício e também deu uma nota muito positiva aos alunos. “Aprenderam muito bem a lição. É muito bom eles reterem estes conceitos de segurança. Para isso existe a Proteção Civil e a antecipação” destas situações que conferem os “necessários ensinamentos” para agirem em situação de catástrofe.

Marisa Machado, do SMPC, acredita que a realização de exercícios como este “leva a que numa situação real possam agir com mais naturalidade e de uma forma mais mecanizada sem pensar no que está a acontecer. Já o temos feito para outro tipo de cenários e estamos abertos a mais iniciativas.”

Margarida Guedes, do CDOS – Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro, reforça e sublinha que “as escolas em Estarreja já têm o hábito, felizmente, de ter esse contacto com os agentes de proteção civil porque há muita dinâmica nesta área”.

Relativamente à ação de sexta-feira, 13, “deu frutos e espero que continuem a interiorizar essas atitudes de manterem a calma e de saberem que têm que se dirigir calmamente para o ponto de encontro. A ideia é passar esta informação a toda a população. Qualquer um de nós deve interiorizar os 3 gestos muito simples que nos podem ajudar”. BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR são os 3 gestos que devemos executar em caso de sismo.

A iniciativa A TERRA TREME foi promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) para chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

No dia do simulacro, o Pedro foi o único dos 251 alunos que ficou para trás, mas teve o socorro imediato dos Bombeiros Voluntários de Estarreja que também participaram no exercício, assim como a GNR. No final, as entidades da proteção civil promoveram uma mostra de meios que encheu os alunos de curiosidade e permitiu o contacto direto com os agentes de proteção civil.

Lida 317 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Percursos pedestres em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

Eventos Ondas da Serra

Ondas da Serra pontualmente efetua alguns eventos onde pretendemos envolver a nossa comunidade. Nós achamos ser nosso dever partilhar os nossos conhecimentos, sobre yoga, meditação, amor que temos pela humanidade, património natural e arquitetónico, animais e tradições. Defendemos um mundo melhor, onde as pessoas vivam em harmonia consigo próprias e com o universo, sem semearem a discórdia. Já fomos andar de bicicleta, de bateira na Ria de Aveiro, de barco no Rio Douro, subimos serras, mergulhamos em lagoas, fizemos yoga e meditação e partilhamos almoços em locais fantásticos. Aqui ficam alguns dos nossos momentos, não perca a oportunidade de viajar connosco.

Museus na região Aveiro

Ondas da Serra apresenta neste artigo uma seleção de museus que pode visitar, onde poderá apreender sobre história, património, história da cortiça, chapelaria, música, rádio, espécies de peixes, azulejos, casas antigas, ferramentas agrícolas ou como se fabricava o papel.

Pub