Casa D’Almear: O segredo está no amor pelos vinhos António Castilho | Vinhos Casa D’Almear

Casa D’Almear: O segredo está no amor pelos vinhos Destaque

Classifique este item
(2 votos)

Os reflexos âmbar dos vinhos da Casa D’Almear descobrem duas histórias que se escrevem a um só ritmo. À medida que a paixão de António Castilho se consolida enquanto projeto familiar, a história de Travassô, no concelho de Águeda, vai precisando de mais folhas para eternizar a sua jovem relação com a produção vinícola.

António Castilho | Vinhos Casa D’AlmearAntónio Castilho iniciou o Projeto Casa D’Almear - Vinhos Região Beira Atlântico em 2007. O rio Águeda tem sido o fiel vigilante desta aventura e acompanha o crescimento das vinhas, ano após ano. O que inicialmente foi o sonho de um só homem hoje é um negócio familiar dinâmico, com perto de 12 mil garrafas produzidas anualmente.

“Comecei a produzir vinho apenas para pelo prazer de fazer vinho e o degustar com os amigos, mas as coisas foram adquirindo outras proporções e acabamos por entrar na comercialização”, partilha António Castilho. Hoje, 11 anos depois, a Casa D’Almear produz cinco vinhos distintos e conta com o envolvimento dos dois filhos de António Castilho no desenvolvimento estratégico da marca. Os netos são a inspiração para continuar a querer evoluir e inovar.

A Casa D’Almear Reserva Tinto 2012 é um vinho de excelência produzido a partir de uvas Tinta-Roriz colhidas tardiamente. Uma bebida de cor vermelha profunda com tonalidades violeta. Na boca é complexo fazendo predominar notas de frutos vermelhos maduros, como amora, ameixa e cássis.

A Vinha dos Estorninhos apresenta cor granada azulado e aroma intenso a frutos do bosque e compota, combinado com notas florais violeta. Para António Castilho, esse vinho de segmento médio “vai muito bem com um bom cozido à portuguesa ou feijoada de leitão”.

A seleção criteriosa das castas utilizadas, Riesling, Encruzado, e Bical, o recurso às técnicas tradicionais de vinificação e a sua adaptação às novas tecnologias são inquestionáveis no António III. Este vinho branco, cristalino de cor dourada foi buscar o nome ao neto de António Castilho e revela o carácter de um terroir tradicional único. Na boca é cremoso, com paladar complexo, equilibrado, preenchido pela fruta, alguma mineralidade e um final persistente e fresco. Feito para beber com Amor.

“Eu não sou um conhecedor profissional de vinhos, mas gosto muito de degustar um bom vinho. Os nossos produtos são feitos com um prazer enorme, com muito carinho. Colocamos muito amor no que fazemos e os nossos vinhos são diferentes por isso mesmo. São os nossos vinhos”, arremata.

O Alba de Castilho Rosé resulta de uma harmoniosa combinação das castas Syrah, Merlot e Tinta Roriz. Nasce da vontade de traduzir o amor de António Castilho pela neta. É detentor de um aroma intenso a frutos cítricos, com predominância de tangerina. Elegante e com notas a refresco de caramelo, é um vinho que proporciona uma sensação de frescura e um final de boca prolongado.

Leia também: As vinhas Casa D’Almear

O Casa D’Almear é o vinho ideal para pratos de carne e peixe assado ou queijos curados. Um produto que ostenta orgulhoso a personalidade do projeto do concelho de Águeda. Franco e sincero, possui uma cor rubi intensa e aroma a flores silvestres e pinho.

2018 é o segundo ano consecutivo em que as vinhas de António Castilho produzem o espumante rosé Casa D’Almear “Combina lindamente com marisco, sushi ou sardinhas assadas”, exemplifica. O brilho do espumante, a força das suas bolhas e a leveza do seu aroma conquistam os que o provam. Uma nova aposta que já está a conquistar o mercado.

A conclusão é que “qualquer momento é bom para beber um vinho Casa D’Almear”. O segredo está na companhia e no amor pelos vinhos. A preferência pelas castas Tinta Roriz, Touriga Nacional, Syrah e Merlot surge do reconhecimento do potencial da região para maximizar as características específicas de cada casta, permitindo criar vinhos de qualidade superior.

A adega-mãe tem lugar em Travassô e capacidade para 12 mil garrafas por ano. A ambição é que este seja um projeto autossustentável a curto-prazo. “Quero que os meus filhos consigam dar continuidade a isto.  Fundamentalmente, queria que isto fosse o início de um projeto vinícola forte e de referência na região”, confessa.

Foi uma loucura que começou em 2007 e deixou a população cética. Agora, está em fase de expansão, a preparar uma nova imagem e um modelo de negócios assente nas novas tecnologias digitais e sociais. Presença assídua no evento ‘Bairrada Vinhos & Sabores', no Velódromo Nacional de Sangalhos, a abertura de uma loja online está para breve assim como o lançamento de mais segmentos de vinho.

Os amantes de vinho e os curiosos vão ter a oportunidade adquirir os vinhos Casa D’Almear não só em garrafeiras, algumas lojas do Intermarché ou restaurantes. No Verão, a loja online estará disponível e com capacidade para responder a encomendas para vários países.

O segredo para o crescimento é a dedicação: “O trabalho que dedicamos à vinha, desde a preparação do terreno à plantação, é enorme”. António Castilho acrescenta: “É como se fosse um outro filho.”

A ambição é continuar a trabalhar para que o Projeto Casa D’Almear - Vinhos Região Beira Atlântico seja reconhecido em Portugal e conquiste mercados internacionais. A paixão é inegável. O trabalho evidente. O orgulho enorme. “Levo sempre o telemóvel para registar o processo de crescimento das vinhas, desde a plantação à produção. Tudo nos vinhos me encanta”, termina.

 

Empresa Contactos

Localização: Rua de S. Caetano nº 15 Travassô
3750-751 Águeda, Portugal

Site da empresa vinícola.

Telemóvel: (00351) 968019639 / 967221231 / 966066944
Telef/Fax: (00351) 234 62 95 82
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

Lida 1068 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Maia & Andrade | Imobiliária de Gerações

O ‘Ondas da Serra’ visitou a imobiliária Maia & Andrade em Ovar para se inteirar um pouco deste mercado tão em voga e aquilo que tem para nos revelar, nomeadamente nesta área geográfica onde está inserida.

A Loja Centenária da Marçalina

Ondas da Serra viajou até Cabomonte – São Miguel de Souto, onde subsiste há mais de um século uma antiga taberna, mercearia ou como o povo gosta de chamar “Loja de comes e bebes”, mais conhecida por “Loja da Marçalina”, uma das mais velhas das terras de Santa Maria e onde ainda se podem sentir os refinados odores dos petiscos dos nossos avós.

Percursos pedestres em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

Pub