quinta, 14 setembro 2017 20:00

CMOvar promove 3ª edição do Festival Literário

Classifique este item
(0 votos)

Mais de 30 autores e ilustradores, workshops, apresentações e venda de livros, sessões de autógrafos, poesia e música

Arranca hoje a 3ª edição do Festival Literário de Ovar, um evento de proximidade com os livros, os escritores e os ilustradores, e prolonga-se até ao próximo domingo, dia 17 de setembro, no Jardim do Cáster. Após a abertura oficial, pelas 21 horas, "Toda a polémica é uma encenação.", de José Cardoso Pires será o tema da Mesa 1 com os escritores Paulo Moura e Luís Filipe Borges, sob moderação de Carlos Nuno Granja, seguindo-se a Performance de Poesia “Atrito”.

São quatro dias dedicados à literatura, que contarão com a presença de mais de 30 autores e ilustradores conceituados, apresentações e venda de livros, sessões de autógrafos, recitais de poesia e outras performances.

Paulo Moura, Luís Filipe Borges, Carlos da Veiga Ferreira, Diogo Madre Deus, José Emílio Nélson, Ricardo Gil Soeiro, Amadeu Baptista, Maria João Lopes, José Vaz, Pedro Eiras, Alexandre Andrade, Sérgio Luís Carvalho, Carlos Vale Ferraz, João Ricardo Pedro, Tatiana Salem Levy, João Felgar, Andréa Zamorano, Patrícia Portela, Raquel Serejo Martins, José Viale Moutinho, Lúcia Vaz Pedro, Fernando Dacosta, Cristina Carvalho, Manuel da Silva Ramos, Pedro Guilherme Moreira, José Luis García Martín e Carlos Quiroga são os  autores que marcarão presença nesta edição do Festival Literário de Ovar. Estes autores foram estrategicamente divididos por mesas de reflexão e cada mesa debruçar-se-á sobre diversas e diferenciadas temáticas.

Os Workshops de ilustração serão orientados por Ana Biscaia e Yara Kono. Na programação deste Festival Literário, de destacar ainda a Performance de Poesia “Atrito”, o Recital de Poesia com Nuno Moura, os “Os Contos Eróticos e outros Sussurros poéticos” por Cláudia Fonseca, Sessões de Conto para Crianças com Luciana Barduco, Carlos Baldaia, José Viale Moutinho, Bárbara Andrez, Clara Carrapatoso, “o Baile do Bê-à-bá” com José Fanha e Daniel Completo, “Pratos com Histórias” por Saphir Cristal, “Contar às Crianças” por Cristina Taquelim, “Contar Histórias” com Thomas Bakk e o Jovem Conservador de Direita, que  encerra o Festival no domingo.

Incentivar à leitura, promover a reflexão, valorizar os livros e os escritores e aproximá-los dos leitores são alguns objetivos deste festival literário, cujo programa pode ser consultado na íntegra em  https://issuu.com/cmovar/docs/flo_issuu.

Lida 512 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Caldas de São Jorge | Terra de mártir, poesia, rio e águas termais

Caldas de São Jorge é uma freguesia de Santa Maria da Feira, bastante conhecida pelas suas águas termais, mas que tem outras riquezas à espera de serem descobertas.

Intermarché de Ovar conta a história da cidade em azulejo português

Um supermercado já não é apenas um espaço comercial que vende produtos de consumo corrente. Oferecer cultura local em azulejaria portuguesa enquanto vai às compras é reconhecer que a experiência de cliente do século XXI não termina nas caixas registadoras. Por isso é que o Intermarché de Ovar lhe conta a história da cidade num projeto assinado por Marcos Muge.