XVIII Festival de Teatro de Esmoriz Grupo de Teatro Renascer
sábado, 07 outubro 2017 09:34

XVIII Festival de Teatro de Esmoriz

Classifique este item
(0 votos)

14 de outubro a 25 novembro

Para a XVIII edição, o Grupo de Teatro Renascer preparou uma programação de excelência, com vários espectáculos, sendo que 2 deles são peças profissionais de grande sucesso a nível nacional.

A abertura do Festival terá lugar a 14 de outubro, sábado, pelas 21h30, no Auditório do Grupo, com a peça "O Silêncio das Horas", que será apadrinhada pelo conceituado actor de televisão Heitor Lourenço.

A 29 de outubro (domingo), pelas 17h00, decorrerá, também no Auditório do Renascer, a grande peça "Porta Com Porta", de Sofia Alves e João de Carvalho, com a presença especial de Ruy de Carvalho.

 

XVIII Festival de Teatro de Esmoriz

 

XVIII Festival de Teatro de Esmoriz
Lida 425 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Caldas de São Jorge | Terra de mártir, poesia, rio e águas termais

Caldas de São Jorge é uma freguesia de Santa Maria da Feira, bastante conhecida pelas suas águas termais, mas que tem outras riquezas à espera de serem descobertas.

Intermarché de Ovar conta a história da cidade em azulejo português

Um supermercado já não é apenas um espaço comercial que vende produtos de consumo corrente. Oferecer cultura local em azulejaria portuguesa enquanto vai às compras é reconhecer que a experiência de cliente do século XXI não termina nas caixas registadoras. Por isso é que o Intermarché de Ovar lhe conta a história da cidade num projeto assinado por Marcos Muge.