segunda, 05 junho 2017 13:10

Concurso intermunicipal de ideias de negócio nas escolas

Classifique este item
(0 votos)

A edição de 2017 do Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócio nas Escolas, promovido no âmbito da Incubadora de Empresas da Região de Aveiro (IERA), vai realizar-se no próximo dia 6 de junho, no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, em Oliveira do Bairro, e conta com a participação de uma equipa do Agrupamento de Escolas de Escolas de Ovar.

Em prova vão estar “ideias de negócio”, uma por município, promovidas por alunos das escolas do ensino básico, secundário e profissional dos concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) - Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos.

A ideia vencedora será a representante da CIRA no Concurso Regional de Ideias de Negócio nas Escolas 2017, que se vai realizar no dia 8 de junho em Coimbra, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

As equipas representantes de cada Município, que podem ser constituídas no mínimo por 2 e no máximo por 6 alunos, devendo contar com um professor responsável, vão ter cinco minutos para apresentar a sua ideia de negócio, perante um júri de avaliação composto por representantes da CIRA, Universidade de Aveiro, Associação Industrial do Distrito de Aveiro, Direção Regional do Centro do Instituto Português do Desporto e Juventude e empreendedores da região.

A equipa vencedora do concurso terá como prémio a inscrição, para cada elemento, na Academia de Verão da Universidade de Aveiro 2017 e a participação em workshops temáticos, no âmbito da atividade da IERA, e na atividade “CEO por um dia”. A segunda classificada terá a oportunidade de participar em workshops temáticos, no âmbito da atividade da IERA, e na atividade “CEO por um dia”. Finalmente, a terceira equipa mais pontuada será premiada com a participação na atividade “CEO por um dia”. Todas as equipas presentes na final receberão certificados de participação.

A Incubadora de Empresas da Região de Aveiro (IERA) é um desafio estratégico assumido pelos Municípios da Região de Aveiro, pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), pela Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) e pela Universidade de Aveiro (UA), com o objetivo de potenciar economicamente as estratégias territoriais de promoção e desenvolvimento do empreendedorismo e da inovação social na Região de Aveiro, através de ações diferenciadoras e qualificadoras, e de espaços de incubação de ideias de negócios e de empresas. Esta iniciativa enquadra-se ainda na estratégia da Região de Aveiro Empreendedora, em que são parceiras as entidades atrás referidas.

Lida 356 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Maia & Andrade | Imobiliária de Gerações

O ‘Ondas da Serra’ visitou a imobiliária Maia & Andrade em Ovar para se inteirar um pouco deste mercado tão em voga e aquilo que tem para nos revelar, nomeadamente nesta área geográfica onde está inserida.

A Loja Centenária da Marçalina

Ondas da Serra viajou até Cabomonte – São Miguel de Souto, onde subsiste há mais de um século uma antiga taberna, mercearia ou como o povo gosta de chamar “Loja de comes e bebes”, mais conhecida por “Loja da Marçalina”, uma das mais velhas das terras de Santa Maria e onde ainda se podem sentir os refinados odores dos petiscos dos nossos avós.

A Quinta do Pinho

‘E onde estamos nós?’

Pois bem, voltamos ao Vale Mágico (Paraduça e suas gentes) e… saindo do vale rumamos à montanha. Sempre rodeados de um verde arrebatador fomos até à fronteira com Arouca e encontramos o que a vista não alcança para entrar pela Quinta do Pinho adentro.