Ovar (114)

Ovar

O concelho de Ovar dispõe de uma excelente localização e ótimas acessibilidades. Localizado no Distrito de Aveiro, ocupa uma posição excêntrica no litoral norte, ficando próxima dos maiores centros urbanos do Norte e Centro de Portugal – Porto e Aveiro.

Com uma área total de 160.64 Km2. Integra oito freguesias Arada, Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Ovar, S. João, s. Vicente de Pereira e Válega.

Substituindo um antigo concelho extinto, Ovar teve carte de fora dada por D. Manuel I, em 10 de fevereiro de 1514. Terra de lavradores, pescadores, comerciantes e artesãos. Ovar conheceu os rumos da industrialização e urbanização a partir doa anos 50 do século passado.

O desenvolvimento económico não perturbou os hábitos multisseculares, mantendo vivas as tradições do Cantar dos Reis, das Procissões Quaresmais, das festividades de verão e da grande festa popular que é o Carnaval.

O concelho de ovar dispõe de um património natural riquíssimo (a floresta, a Ria e as praias), um importante património arquitetónico e cultural (azulejo e arte sacra), o afamado Pão-de-Ló de Ovar, tudo isto aliado à modernidade de uma rede de acessos privilegiada, várias zonas industriais, comércio e serviços, equipamentos desportivos de qualidade e de uma rede de ecopistas e ciclovias com ais de 40 km de extensão.

Ovar possui cerca de 40 Km em ciclovias que percorrem o concelho junto à ria, florestas e praias. Esta riqueza é aproveitada por centenas de desportistas que todos os dias pedalam nas terras vareiras com especial incidência aos fins-de-semana. Contudo não basta fazer as vias é necessário fazer a sua manutenção e conservação.

Quem é que nunca comeu camarinhas? O ONDAS DA SERRA foi até à mata atlântica do Furadouro, Ovar, apanhar e provar algumas destas bagas que mais parecem pérolas. Já agora, estavam uma delícia! Conheça a "Lenda das Camarinhas" e mais algumas curiosidades sobre este fruto.

"MAR E OUTROS POEMAS – POESIA E HUMANIDADE" - Crónica de Jacinto Guimarães sobre o livro do jornalista Fernando Manuel Oliveira Pinto.

Foi inaugurada na manhã do dia 30 de julho, no auditório da Junta de Freguesia de Válega, a exposição "OLHARES... II Mostra de Fotografia de Válega". As 99 fotografias expostas pertencem a 31 artistas que escolheram a câmara fotográfica para pintarem os seus mundos. "Os seus pincéis são os dedos e as tintas as tonalidades do dia, como salientou o nosso colaborador Fernando Pinto. Nem todos os fotógrafos puderam estar presentes, mas não deixaram de ser apresentados e a sua colaboração valorizada.

Vai ser inaugurada no próximo domingo, dia 30 de julho, pelas 10h30, no auditório da Junta de Freguesia de Válega, a exposição "OLHARES..." – II Mostra Coletiva de Fotografia de Válega”.