No dia 17 de junho à tarde fomos ao Parque da Cidade de Lourosa, onde estivemos à conversa com Palmira Tavares que faz parte do Rancho Folclórico “Os Malmequeres de Lourosa” e integra dois projetos de Robertos, “Os Robertos vão à escola” e “Mãos que falam”.  Para quem não sabe os Robertos são aqueles fantoches com uma voz estridente e que faz lembrar uma cana rachada. Estava previsto assistirmos a um espetáculo com os bonecos, contudo o forte calor que se fazia sentir e sucessivos adiamentos inviabilizaram a nossa pretensão, mas não foi por isso que deixamos de falar com a mesma.

O dia 16 de junho acordou quente com o astro rei a brilhar no céu com todo o seu esplendor. Para aproveitar este magnifico tempo e a frescura das margens da ria de Aveiro, fomos de bicicleta observar a Natureza nos percursos da BioRia entre a Ponte Varela e Cais do Bico na Murtosa e Ribeira das Teixugueiras em Pardilhó.

A proliferação das grandes superfícies comerciais é uma das causas do desaparecimento das chamadas feiras tradicionais. A Feira de Espinho, que se realiza à 2.ª feira na Avenida 24, "já teve dias melhores", como alguns feirantes afirmaram ao "ONDAS DA SERRA".

O "ONDAS DA SERRA" – órgão de comunicação social que promove as belezas da região de Aveiro – mergulhou nesta primavera na frescura do Parque da Cabreia, lugar idílico situado na freguesia de Silva Escura, concelho de Sever do Vouga.

O Parque dos Ribeiras do Uíma, em Fiães (Santa Maria da Feira), foi criado para reabilitar um troço do rio Uíma com cerca de dois quilómetros e meio. Esta zona possui um ecossistema muito rico em virtude de ser o local de afluência de várias ribeiras dando-lhes caraterísticas de zona húmida. É lá que brilham os pirilampos desta nossa "história".

Oliveira de Azeméis possui um conjunto de trilhos e caminhos pedestres onde o visitante poderá conhecer um pouco do seu património natural e arquitetónico.