Pág. 3 de 3

A má sorte e as catástrofes naturais levaram o povo de Santa Maria da Feira a pedir proteção ao Mártir S. Sebastião. Em troca, uma procissão e a oferta de um pão doce e delgado – a fogaça – em cada dia 20 de Janeiro. Mais de 510 anos depois, a Festa das Fogaceiras impõe-se como a mais antiga e simbólica festividade religiosa do concelho.

Em tour internacional, Rodrigo Leão e Scott Matthew apresentam o álbum recém-lançado Life is Long em Santa Maria da Feira, no dia 14 de Janeiro. O concerto tem hora marcada para as 22h00 e promete transportar o Cineteatro António Lamoso para um patamar superior de magia. Em noite de lua cheia, existirá “meditação, felicidade e uma série de sentimentos difíceis de explicar”, refere Rodrigo Leão em entrevista exclusiva ao Ondas da Serra.

Para todos os amantes de aventuras, viciados em experiências inesquecíveis e locais inspiradores, Santa Maria da Feira oferece 10 propostas que tem de viver antes de morrer. Uma lista apurada de possibilidades que vão mudar a sua visão de um concelho histórico do Norte de Portugal.

"No nordeste do distrito de Aveiro situa-se o município de Arouca com uma área total de 327km2, estando distante de Aveiro 60 km e 50km do Porto. Integra-se na NUT III Entre Douro e Vouga fazendo fronteira com os concelhos de Castelo de Paiva, Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Gondomar. Também os concelhos de São Pedro do Sul, Castro Daire e Cinfães do distrito de Viseu fazem fronteira com Arouca.

"A história de Arouca é conhecida desde os tempos longínquos, devido há existência de alguns vestígios pré-históricos. A civilização romana também deixou a sua marca através de uma via romana que começava em Viseu e cruzava o concelho de Arouca rumo ao Porto. Nota-se a presença de populações de origem germânica, que resultam das invasões barbaras, devido à toponímia como exemplo os nomes Sá, Sarail, Alvarenga, Burgo, Escariz, Friães e Melareses.

Pág. 3 de 3