terça, 03 outubro 2017 18:47

II Feira Medieval PAÇO DEL REY Destaque

Classifique este item
(3 votos)

O ONDAS DA SERRA marcou presença na 2.ª edição de "Paço del Rey", feira medieval que se realizou no passado fim de semana (30 de setembro e 1 de outubro), na Quinta da Cerciaz, situada no lugar de Figueiredo, Pinheiro da Bemposta, concelho de Oliveira de Azeméis.

O pacato lugar de Figueiredo engalanou-se para receber a II Feira Medieval “Paço del Rey”, evento que recua a tempos idos, mais concretamente ao Julgado de Figueiredo de Rey. Organizada pela associação Figueiredo de Rey e pela Cerciaz (Centro de Recuperação de Crianças Deficientes e Inadaptadas de Oliveira de Azeméis), esta recriação histórica contou com a participação das seguintes associações e escolas: AlanosMd5 (grupo de dança medieval de Santa Maria da Feira); Tribo Ta-Meri (grupo de dança oriental, também de Santa Maria da Feira); Décadas de Sonho (grupo composto por animadores e homens de armas, que recriou os célebres combates apeados); Reynação (grupo de percussão, com os ritmos quentes dos seus tambores); ATEC – Associação de Teatro Experimental do Curval; Banda de Música de Pinheiro da BempostaAssociação Recreativa e Cultural do CurvalAssociação Recreativa e Cultural do Curval; Associação Desafio d’Arte, com as suas danças; Grupo Juvenil Pinheiro da BempostaGrupo Folclórico de PalmazEB 1 de Areosa - Pinheiro da Bemposta; entre outras coletividades.

As feiras medievais estão na moda, mas esta feira é diferente das outras que se realizam pelo país fora. Segundo os responsáveis por esta iniciativa, pretendeu-se dar a conhecer a Cerciaz e o papel absolutamente extraordinário que desenvolve junto das crianças e jovens com deficiência (as receitas do acesso à Quinta durante a feira reverteram para a Cerciaz), informar o público sobre a importância que esta região teve na época medieval, e promover o associativismo, contribuindo para a sustentabilidade financeira das coletividades da região.

A Quinta da Cerciaz parecia um cenário saído de um filme de época. Pelo recinto, pincelado com tons outonais, andavam à solta alguns animais da quinta, cheirava a "pão do povo", com chouriço, e ouviam-se gargalhadas, muitas gargalhadas. O bobo da corte tinha entrado em cena [na foto].

 

O lugar de FIGUEIREDO e a associação FIGUEIREDO DE REY

A associação Figueiredo de Rey foi fundada em 2011 (simbolicamente a 15 de agosto, data em que foi outorgado foral a Figueiredo e Bemposta, em 1514). Recorde-se que esta terra foi, no século XIII, como referimos, sede do Julgado de Figeyredo del Rey, vasto território por onde estendia a sua influência. Mas já no século XII, em 1114, este lugar fora colocado no mapa por ter sido o ponto de encontro escolhido pelos bispos do Porto e de Coimbra com o intuito de discutirem a delimitação das fronteiras das respetivas dioceses. Associação sem fins lucrativos, tem como principal objetivo "a promoção de atividades culturais, recreativas, desportivas e sociais, apostando no rejuvenescimento das tradições típicas e locais e colocando particular enfoque nas questões ambientais e agrícolas, características intrinsecamente ligadas à população do lugar de Figueiredo". Em 2014, ano em que se comemoraram os 500 anos do Foral de Figueiredo e Bemposta, os seus responsáveis estiveram fortemente empenhados nas comemorações que se prolongaram durante meses e mobilizaram o movimento associativo, as autarquias e a própria comunidade.

Lida 603 vezes

Autor

Fernando Pinto

Fernando Manuel Oliveira Pinto nasceu no dia 28 de junho de 1970, em Ovar. Jornalista profissional, fotógrafo e realizador de curtas-metragens de vídeo. Escreve poesia e contos. A pintura é outra das suas paixões. Colaborador do "Ondas da Serra".

Itens relacionados

O CENÁRIO da Ria de Ovar, por Hélder Ventura

O Ondas da Serra visitou o Cais do Puxadouro, na Ria de Aveiro, em Válega. Durante séculos, este foi o local de onde partiram produtos agrícolas, de pecuária, telha e caulino. O porto, com as embarcações de madeira que os transportavam, foi perdendo as suas funções originais e o local transformou-se em CENÁRIO. O Centro Náutico da Ria de Ovar surge com a missão de preservar a memória do Cais e de recuperar histórias que, de outra forma se perderiam.

Invasões Francesas em Arrifana | Santa Maria da Feira

As Invasões Francesas em 1809 deixaram uma marca vincada na história do povo de Arrifana, concelho de Santa Maria da Feira. Há quem diga que tal sofrimento provocou um síndrome de bairrismo invulgar na população.

Alunos do secundário mergulham no Imaginarius

Projeto “Fractions of Whole” é uma criação em estreia absoluta

Para os alunos do 10.º ano do Curso de Animação Sociocutural da Escola Secundária Coelho e Castro, de Fiães, a criação de um espetáculo para o festival Imaginarius é um grande desafio e uma oportunidade única que – acreditam os jovens – vai marcar o seu percurso escolar e ajudar a definir o seu rumo profissional. O performer e acrobata Daniel Seabra assume a coordenação artística de um amplo projeto de capacitação para o circo contemporâneo e criação artística, que arrancou em fevereiro, intitulado “Fractions of a Whole”, cujo resultado será apresentado em estreia absoluta no Imaginarius, nos dias 25 e 26 de maio.

Faça Login para postar comentários