Pág. 2 de 3

Restauração no concelho de Oliveira de Azeméis.

A riqueza da gastronomia portuguesa chega além-fronteiras e Oliveira de Azeméis junta-se, orgulhosamente, a essa reputação. Sobre a gastronomia oliveirense há que fazer referência a dois importantes aspetos.

Estivemos à conversa com o Arrais de Mar da Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar, fundada em 27 de fevereiro de 2010. Ricardo Nunes, de 33 anos de idade, natural do Fundão, a residir em Ovar desde 1997, disse que a sede ideal para esta confraria vareira “tem de ter uma cozinha”.

À mesa é sempre uma excelente maneira de terminar uma visita a Arouca. A vitela e o cabrito assado são os dois pratos típicos do Município. A carne confeccionada vem dos animais criados, sem recurso a rações, no Maciço da Gralheira, o segredo da excelência do seu sabor. A posta arouquesa, os medalhões de vitela ou a costeletas de vitela grelhada são outras sugestões gastronómicas. A acompanhar a refeição um vinho verde desta região vitivinícola.

A arte da culinária conhece em Santa Maria da Feira uma história apaixonante de sabores e segredos. A excelente cozinha, a clientela eclética e os vinhos premium proporcionam experiências gastronómicas únicas ao longo das 21 freguesias do concelho. Do sushi à cozinha italiana, sem esquecer a gastronomia portuguesa, as opções são versáteis e inesquecíveis.

À mesa, é sempre uma excelente maneira de desfrutar de uma visita a Espinho! Nos vários restaurantes do Concelho, pode deliciar-se com iguarias da gastronomia local, que merecem ser apreciadas tranquilamente. Os sabores do mar como o famoso camarão de Espinho, a sopa de peixe, a caldeirada de peixe à moda de Espinho, o arroz de marisco e ainda o arroz de tamboril, fazem o seu dia distinto!

Pág. 2 de 3