Núcleo de Arte da Oliva: Visita orientada à exposição "Limiar da Vida" com o curador Pedro Lapa Exposição "Limiar da Vida"
quarta, 21 fevereiro 2018 14:32

Núcleo de Arte da Oliva: Visita orientada à exposição "Limiar da Vida" com o curador Pedro Lapa

Classifique este item
(0 votos)

Este sábado, às 15h30, no Núcleo de Arte da Oliva, em S. João da Madeira | Visita orientada pelo curador Pedro Lapa à exposição "Limiar da Vida" | Será também realizado o lançamento do catálogo da exposição

O Núcleo de Arte da Oliva, em S. João da Madeira, promove uma visita orientada pelo curador Pedro Lapa à exposição "Limiar da Vida", a realizar este sábado (24 de fevereiro), às 15h30.

A exposição, que inclui obras da Coleção "Norlinda e José Lima", tem como ponto de partida a arte enquanto diversidade de modos de relação com a vida. Está organizada em seis núcleos temáticos, que vão desde as perceções mais simples e fragmentadas do corpo até à construção de formas e enigmas sobre o mundo que habitamos.

"Limiar da Vida" apresenta criações de vários artistas de distintas gerações tais como: A.R. Penck, Álvaro Lapa, Andy Warhol, Ângelo de Sousa, Anish Kapoor, Damien Hirst, Fernando Lanhas, Franz West, Helena Almeida, Joaquim Rodrigo, Lourdes Castro, Martin Kippenberger, Michelangello Pistoletto, Miguel Palma e Sol Lewitt.

A Coleção "Norlinda e José Lima" é uma das maiores coleções privadas de arte contemporânea de Portugal. Reúne cerca de mil obras de artistas nacionais e internacionais, desde os mais consagrados aos emergentes. Tem um importante núcleo das vanguardas portuguesas de 1950 a 1970, sendo predominantemente formada por obras dos últimos trinta anos. Está em depósito no Núcleo de Arte da Oliva onde é apresentada num calendário anual de exposições temporárias. Foi distinguida em 2017 pela APOM na categoria de Colecionador.

Pedro Lapa é professor auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Foi diretor artístico do Museu Coleção Berardo entre 2011 e 2017 e diretor do Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado entre 1998 e 2009. Foi também curador da Ellipse Foundation e professor convidado da Escola das Artes da Universidade Católica de Lisboa. É doutorado em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

A visita é gratuita mediante aquisição de bilhete de entrada, aplicando-se os descontos habituais. Para mais informações contactar +351 256 004 190.



Informações úteis:

Horário: terça-feira a domingo

10.30 h - 18.00 h

Entrada : EUR 2.00



Núcleo de Arte da Oliva

Email| Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Telefone | 00 351 256 004 190



Rua da Fundição, 240

3700 - 119 S. João da Madeira

GPS | 40.906082,-8.497748



Facebook | https://pt-pt.facebook.com/N%C3%BAcleo-de-Arte-da-Oliva-670267816367604/

Instagram | https://www.instagram.com/nucleoarteoliva/

Lida 359 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Os Amigos da Tasca Centenária e da música popular Portuguesa

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Caldas de São Jorge | Terra de mártir, poesia, rio e águas termais

Caldas de São Jorge é uma freguesia de Santa Maria da Feira, bastante conhecida pelas suas águas termais, mas que tem outras riquezas à espera de serem descobertas.

Intermarché de Ovar conta a história da cidade em azulejo português

Um supermercado já não é apenas um espaço comercial que vende produtos de consumo corrente. Oferecer cultura local em azulejaria portuguesa enquanto vai às compras é reconhecer que a experiência de cliente do século XXI não termina nas caixas registadoras. Por isso é que o Intermarché de Ovar lhe conta a história da cidade num projeto assinado por Marcos Muge.