Parque Nossa Senhora dos Milagres: 80 anos de beleza natural Parque Nossa Senhora dos Milagres
quinta, 15 fevereiro 2018 16:01

Parque Nossa Senhora dos Milagres: 80 anos de beleza natural Destaque

Classifique este item
(0 votos)

Alfa podia ser o nome do Parque Nossa Senhora dos Milagres. Não estamos a dizer que o espaço ambiental é a primeira letra do alfabeto. Nada disso. Mas é o mais antigo parque da cidade de São João da Madeira e isso confere-lhe uma magia única. Foi há praticamente 80 anos que a primeira estrela da constelação ambiental sanjoanina foi inaugurada.

A 6 de Novembro de 1938 os donativos da população compensavam. O Parque Nossa Senhora dos Milagres nascia numa das colinas da cidade e rapidamente se consolidou como um dos parques urbanos de eleição da sede do mais pequeno município português. 

A Capela da Nossa Senhora dos Milagres bombeia o parque com particular intensidade. A sua brancura contrasta com as texturas das árvores, a monotonia da água e os mistérios de cada percurso. Vive em harmonia com a tranquilidade dos bancos. Já se habituou à ciclovia, ao circuito de manutenção, ao parque de merendas, o parque infantil e a sala de chá.

Leia também: Os pássaros negros que vigiam o parque urbano do rio Ul

A ponte continua a servir de inspiração para romances e desamores. As espécies arbóreas conferem particular brilho ao parque em dias de céu limpo. Os visitantes são convidados a descobrir um parque de excelência para o convívio e o lazer.

O contacto com a natureza faz-se na simplicidade de cada pessoa. O programa é desenhado à medida de cada um de nós. É uma experiência diferente para cada visitante.

Veja ainda: Fotografar São João da Madeira

O Ondas da Serra voltou a juntar-se ao projeto sanjoanense picture.wall para descobrir o parque urbano mais antigo de São João da Madeira. Pelo olhar de Ana Sofia Resende, redescobrimos um espaço orgulhosamente implantado na beleza das colinas.

 

 

Lida 510 vezes

Autor

Ricardo Grilo

Histórias capazes de entrar em contacto com as emoções de quem as lê justificam a minha paixão pelo jornalismo. Natural de Santa Maria da Feira, acredito no potencial de um concelho em ensaios para escrever a sua autobiografia. Aos 24 anos, e enquanto colaborar do ‘Ondas da Serra’, procuro a beleza em escrever sobre uma terra tão especial.

Itens relacionados

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Pedalando por Válega e Avanca

Um destes dias fomos pedalar por Válega e Avanca. Iniciamos o percurso pela Rua Ponte de Pedra, perto da linha do norte da CP e do viaduto da Avenida D. Maria II em Ovar. Pedalamos alguns quilómetros em direção a sul, pela Rua do Afreixo, por um caminho de terra batida, sempre com a linha pelo nosso lado direito. A dada altura perto do apeadeiro de Válega tivemos que passar para o outro lado da linha e continuamos a pedalar em direção a sul, mas agora com a linha pelo nosso lado esquerdo.

Rio Inha em Canedo

A margem esquerda do Rio Inha em Canedo foi requalificada, dotando agora aquela parte do rio com uma bonita frente ribeirinha com cerca de três quilómetros. Quem circular pela Estrada Nacional 222 entre Canedo e Castelo de Paiva, antes da Ponte do Inha, vira à direita e desce para a Rua da Ribeirinha, onde começa o percurso, que termina no Rio Douro.

Faça Login para postar comentários