sexta, 02 junho 2017 10:49

Fórum empresarial debate “Indústria 4.0”

Classifique este item
(0 votos)

Dias 9 e 10 de junho, no Europarque | Fórum empresarial debate “Indústria 4.0” | Dois dias dedicados à inovação tecnológica e modernização

Nos dias 9 e 10 de junho, a Indústria 4.0 – 4ª Revolução Industrial vai estar em debate no Europarque, em Santa Maria da Feira, num importante fórum empresarial que conta com a participação de representantes da Comissão Europeia e do governo português, gestores e especialistas que vão analisar os instrumentos de apoio e financiamento para esta (re)transformação, e os seus impactos em setores tradicionais e emergentes.

Para além da conferência de abertura, a realizar no dia 9 de junho, das 09h00 às 13h00, o Fórum Bizfeira integra um intenso programa de biztalks, exposições, workshops e sessões de networking ao longo dos dois dias, focados na inovação tecnológica e modernização do tecido empresarial.

Especialistas dinamizam conferência

O eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da CCDR-N Freire de Sousa, Pedro Reis, ceo do BCP Capital, e José Caldeira, presidente da ANI – Agência Nacional de Inovação, são oradores no primeiro painel da conferência, que tem como tema “Indústria 4.0 – quais os instrumentos de financiamento?”. O segundo painel, centrado no tema “Indústria 4.0 – o que muda?”, será dinamizado por Michael Berz, da Comissão Europeia, António Rios Amorim, presidente da Corticeira Amorim, Alcino Lavrador, diretor-geral da Altice Labs, e João Maia, diretor-geral da APICCAPS.

“A transformação digital da Indústria é, de facto, um dos maiores desafios da economia portuguesa, pelo que se impõe uma intensa reflexão em torno dos principais impactos e mudanças decorrentes desta ‘revolução’, seja nos setores tradicionais como a Cortiça, Calçado, Papel e Metalomecânica, seja nos emergentes como as TIC e investigação na Saúde”, reforça Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, que tem centrado a estratégia de desenvolvimento económico do Município na captação de investimento para o território, na promoção das empresas e produtos de Santa Maria da Feira no país e no estrangeiro e na redução do desemprego.

O projeto o Bizfeira – implementado em 2014 e galardoado em 2016 com o 1º Prémio Nacional dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial, na categoria Apoio à Internacionalização –visa a promoção da competitividade e internacionalização das empresas do concelho de Santa Maria da Feira, assim como das potencialidades do Município para a captação de novos investimentos empresariais.

Até ao momento, o Bizfeira alavancou a instalação de novos investimentos industriais, nacionais e estrangeiros, em Santa Maria da Feira, no valor global de 141 milhões de euros e, consequentemente, a redução do número de desempregados em 37% desde o final de 2013. O Bizfeira foi também o impulsionador da AETICE – Associação das Empresas de Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica de Santa Maria da Feira, constituída em 2016.

Modificado em sexta, 02 junho 2017 10:58

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Maia & Andrade | Imobiliária de Gerações

O ‘Ondas da Serra’ visitou a imobiliária Maia & Andrade em Ovar para se inteirar um pouco deste mercado tão em voga e aquilo que tem para nos revelar, nomeadamente nesta área geográfica onde está inserida.

A Quinta do Pinho

‘E onde estamos nós?’

Pois bem, voltamos ao Vale Mágico (Paraduça e suas gentes) e… saindo do vale rumamos à montanha. Sempre rodeados de um verde arrebatador fomos até à fronteira com Arouca e encontramos o que a vista não alcança para entrar pela Quinta do Pinho adentro.

Intermarché de Ovar conta a história da cidade em azulejo português

Um supermercado já não é apenas um espaço comercial que vende produtos de consumo corrente. Oferecer cultura local em azulejaria portuguesa enquanto vai às compras é reconhecer que a experiência de cliente do século XXI não termina nas caixas registadoras. Por isso é que o Intermarché de Ovar lhe conta a história da cidade num projeto assinado por Marcos Muge.