Pág. 1 de 2

Em Cabomonte – São Miguel de Souto, na Tasca Centenária da Marçalina, um grupo de amigos reuniam-se em convívio à volta das cartas, dos petiscos e das brincadeiras. Com o tempo trouxeram instrumentos, os cantares ao desafio e a vontade de formarem um grupo musical. Desta forma simples nasceu o conjunto “Os Amigos da Tasca Centenária”, composto por seis músicos e uma cantadeira que perpetuam a nossa memoria coletiva com as suas vozes e melodias tradicionais.

Ricardo Vieira imortaliza os compositores e as suas criações a cada concerto. O pianista nasceu em Santa Maria da Feira há 33 anos e hoje conquista plateias em todo o mundo. Dezassete anos depois do primeiro concerto com orquestra, no Teatro São Luiz, em Lisboa, garante que nunca vai com “receio para cima do palco”.

A viagem nasce na região de delta do Mississípi, com paragem obrigatória em Memphis, e amadurece à medida que se próxima do seu destino: Chicago. Percorre uma difícil estrada de confissões, conta histórias e vive cada emoção, sem tretas. Os Delta Blues Riders têm palmilhado Portugal a tocar para as pessoas. O concerto de amanhã no cineteatro António Lamoso será costurado à medida de cada uma destas vidas. Mais uma vez, sem tretas.

Desde setembro que a Orquestra Criativa de Santa Maria da Feira faz parte do projeto internacional “Pinocchio Joins the Orchestra in the S.TR.E.E.T”, que levará a experimentação musical de Santa Maria da Feira a encontros internacionais na Itália e Sérvia.

O Concerto de Aranjuez, de Joaquín Rodrigo – a obra musical espanhola mais interpretada em todo o mundo e a mais reconhecida internacionalmente, inspirada nos jardins do Palácio Real de Aranjuez – vai ser apresentado pelo guitarrista clássico Ruben Bettencourt e Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, no dia 8 de julho, às 21h30, no Castelo da Feira.

De 9 a 11 de março, em Santa Maria da Feira

Pelo segundo ano consecutivo, Santa Maria da Feira acolhe o festival HARMOS, um evento único em todo o espaço europeu, que reúne os melhores alunos de algumas das mais conceituadas escolas superiores de música do mundo. Nesta edição, o Harmos apresenta, de 9 a 11 de março, em três freguesias do concelho, quartetos de música de câmara vindos da Suíça, Bélgica e Lituânia.

Pág. 1 de 2