6 Fragmentos vezes 60 Fragmento 2 | Molas da roupa à chuva
sábado, 24 março 2018 12:33

6 Fragmentos vezes 60

Classifique este item
(0 votos)

Tratam-se de excertos de realidades, cada um construído sem a menor preocupação com o outro. Não querem saber se encaixam nas expectativas que os restantes fragmentos possam ter. Numa clara postura narcisística, adotam o seu discurso, as suas crenças e as suas opiniões. São seis fragmentos vezes 60 com a subtileza de mudanças que ocorrem em segundos e que tantas vezes não são vistas.

Fragmento 1

Capacete cor-de-rosa

 

Fragmento 2

Molas da roupa à chuva

 

Fragmento 3

Teias sem morador

 

Fragmento 4

Cadeira branca de plástico

 

Fragmento 5

Assador de sépias

 

Fragmento 6

Cedro sem nada para descobrir

 

Lida 194 vezes

Autor

Ricardo Grilo

Histórias capazes de entrar em contacto com as emoções de quem as lê justificam a minha paixão pelo jornalismo. Natural de Santa Maria da Feira, acredito no potencial de um concelho em ensaios para escrever a sua autobiografia. Aos 24 anos, e enquanto colaborar do ‘Ondas da Serra’, procuro a beleza em escrever sobre uma terra tão especial.

Itens relacionados

Ondas em busca do tesouro de Trebilhadouro

Ondas da Serra foi em busca dos tesouros de Trebilhadouro, não encontramos ouro, incenso ou mirra, mas um rico percurso pedestre, o PR4, integrado na Rota da Água e da Pedra de Vale de Cambra.

É tão bonito! Onde fica?

O chão de madeira serpenteia entre a maior zona lagunar do Norte de Portugal com o brilho que só a natureza pode proporcionar. Os passadiços da Barrinha de Esmoriz, no concelho de Ovar, são o passeio idílico para amantes de praia, natureza e emoções. É bonito por tudo o que oferece a quem o visita. Simples e poderoso.

Clubes Desportivos de Aveiro

Recentemente Portugal comemorou mais uma revolução dos cravos. Cada vez nos afastamos mais desse marco histórico e desde então o pais tem vindo a desenvolver o seu nível de vida em vários aspetos. Melhoramos muito na economia, saúde, educação e também no desporto. Nas últimas décadas obtivemos muitas conquistas coletivas e individuais que nos enchem de orgulho. Agora competimos para ganhar e abandonamos a nossa descrença e o fado dos velhos do Restelo. Mas nada surge do nada e sem trabalho, no futebol aumentamos o número de praticantes, a qualidade dos formadores e das infraestruturas.  Aqui fica uma seleção de algumas equipas do nosso distrito em diferentes escalões que são um exemplo de resiliência e a força dos seus dirigentes e associados.

Faça Login para postar comentários