Pág. 2 de 5

Conhecer (27)

Conhecer

Santa Maria da Feira é um dos maiores concelhos do país, conhecido pela sua grande atividade industrial em que a transformação da cortiça ocupa o lugar principal. Nos últimos anos a sua faceta tem vindo a mudar com eventos turísticos e culturais que já ultrapassam as suas fronteiras, destacando-se a Feira Medieval e o Imaginarius. Recentemente a autarquia assumiu a gestão do Europarque vislumbrando-se uma nova vida para este recinto. Terra de tradições, conhecida pelas fogaças, protegida pelo seu padroeiro São Sebastião e guardada pelo Castelo, encara com otimismo este milénio e projeta-se como terra onde o antigo se funde com o futuro.  

Pão doce da Páscoa no Mercado Municipal

No próximo sábado, 24 de março, o Mercado Municipal de Santa Maria da Feira acolhe uma mostra da genuína Regueifa de Santa Maria da Feira – Pão Doce da Páscoa, que conta com a participação de 11 produtores locais. Entre as 9h00 e as 13h00, será possível degustar, comprar e encomendar esta afamada iguaria, associada à quadra pascal, num espaço emblemático da cidade, obra do arquiteto Fernando Távora.

É na antiga escola primária de Espargo que todos os Sábados, por volta das nove horas da noite, os membros do Grupo Folclórico “Andorinhas de Espargo” ensaiam o património cultural da terra. Falamos com Jorge Pintassilgo, presidente do Grupo Cultural e Recreativo, para medir o pulso de um dos principais álbuns da história de Espargo, concelho de Santa Maria da feira.

O marketing de luxo é um dos temas em destaque na 13ª edição da Expofoto. O salão de conferências do Europarque recebe António Paraíso este Domingo para falar sobre marketing, inovação e luxo: um “amor perfeito”, nas palavras do especialista natural de Guimarães.

A fotografia ‘newborn’ é um dos temas da 13ª edição da Expofoto. Paula Canetas será uma das responsáveis por falar sobre este estilo tão peculiar. Passa pelo salão de conferências do Europarque, em Santa Maria da Feira, no dia 2 de Março, Sexta-feira.

No dia 17 de junho à tarde fomos ao Parque da Cidade de Lourosa, onde estivemos à conversa com Palmira Tavares que faz parte do Rancho Folclórico “Os Malmequeres de Lourosa” e integra dois projetos de Robertos, “Os Robertos vão à escola” e “Mãos que falam”.  Para quem não sabe os Robertos são aqueles fantoches com uma voz estridente e que faz lembrar uma cana rachada. Estava previsto assistirmos a um espetáculo com os bonecos, contudo o forte calor que se fazia sentir e sucessivos adiamentos inviabilizaram a nossa pretensão, mas não foi por isso que deixamos de falar com a mesma.

Espaço dedicado à História e ao Património, tem o propósito de salvaguarda, valorização e divulgação dos testemunhos e memórias da herança histórica e cultural do concelho e da região, promovendo diversas atividades de manifesto interesse ao entendimento da diversidade cultural e regional e também nacional. Apresenta na exposição permanente núcleos de Arqueologia, História e Etnografia, onde explica a origem do Homem, a evolução e o desenvolvimento de um vasto território administrativo que outrora se designava por Terra de Santa Maria.

Pág. 2 de 5