GNR Aveiro | Arouca - Detido em flagrante por caça ilegal de raposas GNR apreensão de estrutura para apanhar raposas
quinta, 26 abril 2018 16:12

GNR Aveiro | Arouca - Detido em flagrante por caça ilegal de raposas

Classifique este item
(0 votos)

O Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana de Aveiro, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Oliveira de Azeméis, no dia 21 de abril, deteve em flagrante delito um homem, de 34 anos, pelo crime de caça por meios e processos proibidos, em Santa Eulália - Arouca.

Laço em açoQuando a patrulha chegou ao local, o suspeito confirmou que os engenhos utilizados serviriam para caçar raposas, utilizando um isco para as atrair até ficarem presas. Da ação resultou a apreensão das armadilhas, nomeadamente, dois laços em aço, uma gaiola de alçapão, uma armadilha de pressão, assim como, um detetor de animais.

O detido foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Lida 429 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Almisouto | Uma associação em comunhão com a natureza

No fundo de um florido vale, por onde serpentei o rio Lage, num lugar que poucos conhecem por Penouco, em Cabomonte, na Rua da Ponte, nasceu a 21 de janeiro de 2009, a ALMISOUTO - Associação de Lazer S. Miguel do Souto, nos “Antigos Moinhos do Fidalgo”, num terreno e casa rústica que o tempo já tinha tomado posse.

O CENÁRIO da Ria de Ovar, por Hélder Ventura

O Ondas da Serra visitou o Cais do Puxadouro, na Ria de Aveiro, em Válega. Durante séculos, este foi o local de onde partiram produtos agrícolas, de pecuária, telha e caulino. O porto, com as embarcações de madeira que os transportavam, foi perdendo as suas funções originais e o local transformou-se em CENÁRIO. O Centro Náutico da Ria de Ovar surge com a missão de preservar a memória do Cais e de recuperar histórias que, de outra forma se perderiam.

Visitas noturnas aos pirilampos do Parque das Ribeiras do Uíma

Descobrir a magia dos pirilampos e desfrutar de um passeio ao luar, ao som das águas do rio Uíma, é a proposta do Município de Santa Maria da Feira para as noites de 14, 15, 21 e 22 de junho, no Parque das Ribeiras do Uíma. A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia, a partir de 5 de junho, e limitada a 30 participantes por sessão.