Pág. 5 de 6

À mesa é sempre uma excelente maneira de terminar uma visita a Arouca. A vitela e o cabrito assado são os dois pratos típicos do Município. A carne confeccionada vem dos animais criados, sem recurso a rações, no Maciço da Gralheira, o segredo da excelência do seu sabor. A posta arouquesa, os medalhões de vitela ou a costeletas de vitela grelhada são outras sugestões gastronómicas. A acompanhar a refeição um vinho verde desta região vitivinícola.

À mesa, é sempre uma excelente maneira de desfrutar de uma visita a Espinho! Nos vários restaurantes do Concelho, pode deliciar-se com iguarias da gastronomia local, que merecem ser apreciadas tranquilamente. Os sabores do mar como o famoso camarão de Espinho, a sopa de peixe, a caldeirada de peixe à moda de Espinho, o arroz de marisco e ainda o arroz de tamboril, fazem o seu dia distinto!

À mesa é sempre uma excelente maneira de terminar uma visita a Arouca. A vitela e o cabrito assado são os dois pratos típicos do Município. A carne confeccionada vem dos animais criados, sem recurso a rações, no Maciço da Gralheira, o segredo da excelência do seu sabor.

Santa Maria da Feira contempla no seu passado um conjunto de conquistas que um dia fez erguer, e que hoje é visível para quem visita a cidade pela primeira vez, um castelo. Aproveitando este marco histórico, surge a Fogaça. Um doce típico da cidade feirense que possibilita a quem a prova adoçar o seu apetite e ao mesmo “provar” um pouco da história deste recanto nortenho.

Devido à proximidade marítima e a uma grande tradição ligada à pesca a gastronomia Espinhense é caraterizada por pratos de peixe, segundo a carta gastronómica do concelho “Espinho sabe apreciar os méritos de numa mesa generosa com pratos ricos e saborosos. Tendo como protagonistas os sabores do mar, os espinhenses são apaixonados pelos prazeres inigualáveis dos seus tesouros gastronómicos.”

Arouca vai voltar a saborear a sua castanha. De 28 a 30 de outubro, haverá música, danças tradicionais, mostras gastronómicas, venda de produtos regionais, workshops e magustos, para assinalar a 6.ª edição do Festival da Castanha. Por estes dias, a «terra da castanha» enche-se de animação, concentrada no Terreiro de Santa Mafalda, num evento que pretende, acima de tudo, homenagear o castanheiro e a castanha, promovendo a sua produção e incentivando o seu uso na gastronomia regional. Boas razões para visitar o Arouca Geopark.

Pág. 5 de 6