Os Caminhos de Santiago exercem em nós uma força que nos impele a visitar regularmente o apóstolo, que reza a lenda descansa na catedral de Compostela. Este ano fizemos a jornada partindo do Porto, seguindo pela costa, saboreando a brisa marítima, o azul infinito do mar e as encostas rochosas à espera de serem por ele reclamadas.

O Cais da Ribeira de Ovar, filho da ria de Aveiro, em tempos antigos foi um fidalgo abastado, ultrapassado pela importância do vapor que ali perto fez nascer uma estação. A sua construção remonta a 1754 e durante muito tempo teve grande importância no transporte de passageiros e trocas comerciais entre Aveiro, Porto, Régua e outras terras do interior.

A Frecha da Mizarela foi esculpida na Serra da Freita em Arouca, perto da aldeia de Albergaria da Serra, onde o Rio Caima despeja brutalmente e destemido as águas no abismo.

Fomos conhecer melhor a Serra da Freita em Arouca, pelos caminhos do trilho PR15 - Viagem à Pré-História. Neste percurso irá conhecer o planalto da Serra da Freita, antigos monumentos funerários, aldeias de montanha, pastagens com gado da raça arouquesa, pastores e nascente do Rio Caima. A Primavera é uma das épocas do ano mais aconselhadas para fazer este percurso, porque a mãe natureza acorda para florir as suas encostas despidas destes montes com urze, carqueja e giestas, pintando-as de tonalidades amarelas e lilás, que enchem o ar com doces odores perfumados.

Ondas da Serra partiu em aventura por terras de Resende onde Deus na luz da criação começou a moldar o paraíso por Vale do Cabrum.

O percurso pedestre PR8 - Trilho da Pedra Moura Milenar em Couto de Esteves – Sever do Vouga, deve o seu nome a um antigo monumento funerário megalítico, 5000 anos. Neste trilho destacam-se as aldeias de Couto de Cima, Cerqueira e Catives, a galeria ripícola nas margens do Rio Gresso, levada do Regadio, património religioso, onde se destaca a Igreja Matriz de Couto de Esteves e a Anta da Cerqueira, conhecida localmente pela Pedra Moura, muito bem preservada.