Caminho do Carteiro em Arouca para vencer admirar e meditar Caminho do carteiro - Mina de Rio de Frades - Aroua Ondas da Serra
segunda, 23 abril 2018 10:08

Caminho do Carteiro em Arouca para vencer admirar e meditar Destaque

Classifique este item
(2 votos)

Ontem conseguimos finalmente realizar o nosso evento “Meditação nas Ondas da Serra”, depois de sucessivos adiamentos devido ao mau tempo, mas a espera valeu a pena. Mais de duas dezenas de pessoas participaram na nossa caminhada, num grupo constituído por pessoas de todas as idades e géneros, do Porto, Arouca e Ovar. Em conjunto partilhamos momentos especiais num dia que pensamos perdurará nas suas memórias.

Ondas da Serra no percurso "Caminho do Carteiro" - Rio de Frades - Arouca

PR6 - Caminho do Carteiro - Arouca

A razão que nos leva a realizar pontualmente estes encontros está relacionada com o facto de achamos ser nosso dever, partilhar os nossos valores, o amor pela natureza, yoga, meditação e dar a conhecer locais magníficos do nosso distrito. Defendemos que é necessário o homem viver duma forma mais harmoniosa, consigo próprio, com os outros, animais e natureza.

Caminhada por caminhos de montanha das aldeias de Rio de Frades, Cabreiros e Tebilhão

PR6 - Caminho do Carteiro - Percurso e caminhada pelas montanhas de Arouca

O grupo encontrou-se junto ao cemitério de Rio de Frade, onde estacionamos os carros já que no fundo do lugar não existe grande espaço. Antes de começarmos fomos fazer uma visita à nossa amiga Alice Brandão de Rio de Frades, onde tomamos café. Nós conhecemos muito bem estes locais e fazemos questão de contar um pouco da sua historia e apresentar alguns dos amigos que aí temos.

Leia também: Rostos de Fuste e Rio de Frades

O túnel aberto na rocha, outrora local de mineração fez as delicias de todos, que munidos de lanternas ou telemóveis, venceram a escuridão rumo à cascata do rio que do outro lado se precipitava no vale.

Nós seguimos a rota do carteiro, a primeira fase do percurso é muito dura, já não nos lembrávamos e ouve pessoas furiosas connosco, mas que depois passou. A dureza do percurso é colmatada pelas magnificas paisagens, riqueza da natureza e das aldeias visitadas.

Leia também: Rio de Frades - Rota do Carteiro

Depois de muitas canseiras chegamos a Cabreiros onde tivemos que retemperar forças nunca café ali existente. Demos a volta ao lugar e partimos em direção a Tebilhão. Nesta aldeia quisemos visitar o nosso amigo Ilídio Fernandes, mas os vizinhos disseram que tinha saído para a missa. Não saímos dali sem o Sr. Agostinho nos oferecer em sua casa um “mata bicho”, brindamos à sua saúde e longevidade.    

 Leia também: Ilídio Fernandes de Tebilhão

Prática de Meditação na Aldeia de Cabreiros - Arouca

PR6 - Caminho do Carteiro - Prática de meditação na aldeia de Cabreiros - Arouca

Regressamos a Cabreiros onde junto a uma antiga escola, reunidos em circulo, explicamos duma forma breve em que consiste a meditação, os seus benefícios e apresentamos algumas técnicas simples para ajudar as pessoas na sua vida quotidiana. Nesta aldeia decorria a missa e pelos altifalantes todos os vales e montanhas em redor rezavam o Pai Nosso e as Ave Marias, que respeitamos. Para alguns de nós ficávamos por ali só ouvir aquele som, mas tínhamos horários para cumprir e a barriga dava horas.

Ao chegar a Rio de Frades, com certeza um emigrante daqueles que por aqui abundam, colocou na sua aparelhagem musica Francesa, que ecoava por todo o vale, um regalo para uns e uma mortificação para outros, mas que foi bonito lá isso foi.

O almoço convívio na Tasquinha Mineira da Anabela em Rio de Frades

PR6 - Caminho do Carteiro - Arouca - Almoço convívio na Tasquinha Mineira em Rio de Frades

Sem o sabermos participamos na abertura da Tasquinha Mineira da Anabela de Rio de Frades. Almoçamos num local magnifico na esplanada junto ao rio, de um lado corria a água, do outro jorrava o vinho, que os empregados faziam questão de não deixar faltar, mas ninguém exagerou.

Infelizmente muitos dos momentos vivenciados não são passíveis de descrição, só quem lá esteve os entende. Ficam para a posteridade estas pérolas da nossa felicidade, obrigado a todos.

Foto do grupo participante na caminhada

PR6 - Caminho do Carteiro - Arouca - Foto do grupo de participantes na caminhada e meditação

Fotos Ondas da Serra: Sílvio Dias e Rui Sousa

Vídeo da Rota do Carteiro e Meditação nas Ondas da Serra

Galeria de fotos do PR6 - Percurso do Carteiro - Arouca

Lida 938 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

Meitriz aldeia de xisto com bela praia fluvial no Rio Paiva

Meitriz em Arouca é uma terra profundamente longínqua, que brotou do fundo do Vale do Rio Paiva e que conserva ainda a sua traça tradicional, recebendo a distinção de Aldeia de Portugal. O rio por ela se enamorou, fazendo-lhe uma vénia ao chegar e oferecendo-lhe uma praia fluvial para se perfumar. Ela deu-lhe volta à cabeça, ele deu-lhe voltas ao rio, tão recortadas de pasmar, não podendo ficar partiu, dando lágrimas ao lugar. Por estas terras se reconquistou e perdeu território para o Sarraceno, Almançor por aqui atemorizou, mas este povo sempre lutou e como em Moldes igrejas sempre edificou. 

Janarde bela vista do Rio Paiva e Icnofósseis de Mourinha

Janarde em Arouca foi abençoada com uma luxuriante natureza e vista soberba sobre o vale do Rio Paiva, preservando ainda algum do seu casario em xisto e socalcos agrícolas que outrora davam pão ao povo. É também uma velha terra com milhões de anos gravados na história geológica das suas rochas. O espírito de Deus ao pairar sobre as águas deu à luz a vida, tendo a sua criação moldado seres de todas as formas e feitiços, que foram vivendo e morrendo ao longo de milhões de anos. Muitos foram aqueles que nos deixaram provas da sua existência, através dos restos fossilizados dos seus corpos ou icnofósseis das pistas por onde passaram, existindo aqui um importante geossítio do Arouca Geopark, onde poderá admirar marcas deste passado. A nossa curiosidade levou-nos a fazer um pequeno trilho para conhecer esta terra, paleontologia, icnofósseis, meandros, cocheiros e biblioteca do Rio Paiva.

Ponte suspensa de Arouca para enfrentar o caminho do abismo

Arouca entrou a caminhar por este milénio decidida aproximar as pessoas do seu território, distante passado geológico e magníficas criações da sua natureza. O Criador num dia de inspiração e bons humores, com magnificência criou o Vale do Paiva, deu-lhe apaziguamento, mas deixou-lhe o carácter do maior rio de águas bravas de Portugal. Arouca com a criação dos Passadiços do Paiva em 2005 oferece aos seus hóspedes a capacidade de deslumbramento e contemplação destas obras de arte divinas. Para os mais afoitos em 2021, subiu aos céus sem limites criando a “Maior Ponte Pedonal Suspensa do Mundo”. Todos os que a visitam concordam que voar como Ícaro por entre nuvens, contemplando o abrupto abismo é façanha de meter medo e fora do alcance de comuns mortais. É esta aventura de arrojadas pessoas que lhe vamos contar, oriundas de diversos continentes, línguas e culturas. Estes homens, mulheres e crianças, algumas com medo, outros com ousadia, usaram um dia se enfrentarem e escrever seu nome nos anais das suas epopeias, porque o que é fraco para uns é forte para outros.